Expositores enaltecem nível de segurança da FAV.

Vários artistas das diferentes artes culturais que expõem suas peças artesanais na 4ªedição da feira artesanal de Viana, em Luanda enalteceram hoje, quarta-feira, o nível organizacional e de segurança do evento que decorre no seu segundo dia.

Em entrevista ao kietoeconomia, a artesã, Lídia Ferreira Capante que expõe objectos feitos por si de bambu e mateba, nomeadamente, cestos para conservar produtos agrícolas, chapéus, bases, saias para grupos de danças tradicionais, disse que, esta é a sua segunda participação e está satisfeita com o asseguramento do local que no seu entender, lhe vai permitir vender os seus produtos com protecção.

O artesão, Mputu Marques que é um participante assíduo da FAV frisou que, desta vez, a organização tem nota 100 pela forma em que melhorou a respectiva feira em termos de segurança, realçou que, o seu stand de peças artesanais do pensador, mamã zungueira, caçadores e quadros, tem já, sido visitado com frequência pelos feirantes.

A empresária do ramo de decoração e artesanato, Antónia de Carvalho ressaltou que, administração local aprimorou o ambiente de negócio e conta para além de comercializar os produtos, como roupas africanas e sandálias, aumentar as trocas de experiências com outras comerciantes e feirantes que acorrem ao local.

Já o jovem Admar Miguel, que expõem desenhos realistas, feitos a lápis e grafite, para além de expor obras e quadros artísticos no estilo abstrato, sublinhou que trabalha a quatro anos como artista com esta arte, sendo que, é a segunda vez que participa nesta montra exclusiva do município, que caracterizado como ocasião única e importante para promover o seu negócio.

A oleira de obras de cerâmica e olaria, Conceição António, com 44 anos de idade, frisou que, é a primeira experiência em feira, mas que está impressionada com o ambiente na FAV, pois que, os visitantes a sua stande, perguntam, frequentemente, como faz-se os vasos, os pratos, panelas, copos tudo feito com matéria-prima local, que é o barro.

Entretanto, na FAV se encontra também o chefe de secção da Acção Social, Família e Igualdade do género, Nelson dos Santos que fez a entrega sequencial de kits profissionais de reprografia ( Um computador portátil, uma impressora, máquina de encadernamento, tinteiro, agrafador, cliffs) a 50 jovens do município para o fomento do empreendedorismo que vai facilitar abertura de um cyber café ou uma konica.

De acordo com o responsável, depois da entrega deste material, a sua equipe de trabalho da Acção social vai proceder ao monitoramento para constatar in loco, se os meios estão mesmo a ser utilizados ou não, uma vez que, este processo se insere no programa de combate a fome e a pobreza da administração local.

No local da fAV estão em prontidão efectivos da polícia nacional e Servios de protecção civil e bombeiros para manter a ordem e a tranquilidade, bem como, travar ou acudir acidentes como incêndios e outros danos.

Uma equipe do hospital municipal está no local, igualmente, para acudir situações menos abonatória que possam ocorrer no seio dos feirantes e visitantes para sua intervenção e socorro.

O Técnico de enfermagem, Dionísio maiponga deu a conhecer que, estão no local para prestar assistência médica aos utentes, sendo que, hoje (quarta-feira), já foram atendidos seis munícipes que sentiram-se mal, paludismo e hipertensão foram as respectivas doenças que os assolava, assim, sendo, se encontram disponíveis dois técnicos de clinica geral e seis para a vacinação da covid-19.

A FAV é uma grande oportunidade de negócios, disseram os vários expositores que estão expectantes e com fé em Deus para que até ao fim da feira, algum rendimento financeiro sejam arrecadados para o desenvolvimento da sua arte e sustento de suas famílias.

Esta tarde a partir das 17 horas, a FAV reserva aos feirantes e expositores o show de vários humoristaa da arena nacional com destaque para o “General foge a Tempo”. 

Expositores enaltecem nível de segurança da FAV

Vários artistas das diferentes artes culturais que expõem suas peças artesanais na 4ªedição da feira artesanal de Viana, em Luanda enalteceram hoje, quarta-feira, o nível organizacional e de segurança do evento que decorre no seu segundo dia.

Jul 27, 2023 - 10:34
Última atualização   - 10:34
Expositores enaltecem nível de segurança da FAV
© Fotografia por: DR
Expositores enaltecem nível de segurança da FAV

Em entrevista ao kietoeconomia, a artesã, Lídia Ferreira Capante que expõe objectos feitos por si de bambu e mateba, nomeadamente, cestos para conservar produtos agrícolas, chapéus, bases, saias para grupos de danças tradicionais, disse que, esta é a sua segunda participação e está satisfeita com o asseguramento do local que no seu entender, lhe vai permitir vender os seus produtos com protecção.

O artesão, Mputu Marques que é um participante assíduo da FAV frisou que, desta vez, a organização tem nota 100 pela forma em que melhorou a respectiva feira em termos de segurança, realçou que, o seu stand de peças artesanais do pensador, mamã zungueira, caçadores e quadros, tem já, sido visitado com frequência pelos feirantes.

A empresária do ramo de decoração e artesanato, Antónia de Carvalho ressaltou que, administração local aprimorou o ambiente de negócio e conta para além de comercializar os produtos, como roupas africanas e sandálias, aumentar as trocas de experiências com outras comerciantes e feirantes que acorrem ao local.

Já o jovem Admar Miguel, que expõem desenhos realistas, feitos a lápis e grafite, para além de expor obras e quadros artísticos no estilo abstrato, sublinhou que trabalha a quatro anos como artista com esta arte, sendo que, é a segunda vez que participa nesta montra exclusiva do município, que caracterizado como ocasião única e importante para promover o seu negócio.

A oleira de obras de cerâmica e olaria, Conceição António, com 44 anos de idade, frisou que, é a primeira experiência em feira, mas que está impressionada com o ambiente na FAV, pois que, os visitantes a sua stande, perguntam, frequentemente, como faz-se os vasos, os pratos, panelas, copos tudo feito com matéria-prima local, que é o barro.

Entretanto, na FAV se encontra também o chefe de secção da Acção Social, Família e Igualdade do género, Nelson dos Santos que fez a entrega sequencial de kits profissionais de reprografia ( Um computador portátil, uma impressora, máquina de encadernamento, tinteiro, agrafador, cliffs) a 50 jovens do município para o fomento do empreendedorismo que vai facilitar abertura de um cyber café ou uma konica.

De acordo com o responsável, depois da entrega deste material, a sua equipe de trabalho da Acção social vai proceder ao monitoramento para constatar in loco, se os meios estão mesmo a ser utilizados ou não, uma vez que, este processo se insere no programa de combate a fome e a pobreza da administração local.

No local da fAV estão em prontidão efectivos da polícia nacional e Servios de protecção civil e bombeiros para manter a ordem e a tranquilidade, bem como, travar ou acudir acidentes como incêndios e outros danos.

Uma equipe do hospital municipal está no local, igualmente, para acudir situações menos abonatória que possam ocorrer no seio dos feirantes e visitantes para sua intervenção e socorro.

O Técnico de enfermagem, Dionísio maiponga deu a conhecer que, estão no local para prestar assistência médica aos utentes, sendo que, hoje (quarta-feira), já foram atendidos seis munícipes que sentiram-se mal, paludismo e hipertensão foram as respectivas doenças que os assolava, assim, sendo, se encontram disponíveis dois técnicos de clinica geral e seis para a vacinação da covid-19.

A FAV é uma grande oportunidade de negócios, disseram os vários expositores que estão expectantes e com fé em Deus para que até ao fim da feira, algum rendimento financeiro sejam arrecadados para o desenvolvimento da sua arte e sustento de suas famílias.

Esta tarde a partir das 17 horas, a FAV reserva aos feirantes e expositores o show de vários humoristaa da arena nacional com destaque para o “General foge a Tempo”.