Produção de café suporta mais de três mil famílias no Líbolo, Cuanza Sul.

Cerca de 3.652 habitantes da Comuna da Cabuta, Município do Líbolo, Província do Cuanza Sul, vivem da produção de Café originário da fazenda Cabuta que contribui para a alta empregabilidade na região.

A produção de Café Robusta no país é acentuada nas zonas com altitude abaixo de 1000 m, onde se concentram as grandes fazendas de produção e que geram vários postos  de trabalho e também servem de fonte de rendimento para as famílias.

No caso da fazenda Cabuta, cito no mesmo Município, esta gerou mais de três mil postos de trabalhos directos aos residentes e moradores das zonas adjacentes.

A referida fazenda, para além de produzir café, também  produz oléo de palma cujo a comercialização varia por unidade.  No caso de um galão de 5 litros, por exemplo, é vendido a 16 mil kwanzas, já o proço das vassouras, tendo como material de produção o conjunto de 6 ramos de palmeira, é comercializado nas zonas rurais na ordem dos 200 a 250 kwanzas o litro. 

A permuta do vegetal naquelas zonas é explorada por comerciantes da República Democratica do Congo(RDC) e do Oeste africano que deslocam-se frequentemente as comunas e aldeias em busca do óleo, com destino para a capital do país e Repúblicas vizinhas, onde é comercializado a um preço acima da média.

Os preços dos produtos da cesta básica da segunda para a terceira semana de Fevereiro de 2024 registaram, em termos gerais, um aumento de 0,48 por cento. No caso do óleo de palma da marca ODOMSE, uma lata de 1 litro está a ser comercilizado a 2.970 Kz, e o da marca Massima a 3.030 Kz no supermecado Kibabo, já o galão de 20 litros está no valor de 24.134 Kz, no marketplace  AngoShop.

Produção de café suporta mais de três mil famílias no Líbolo, Cuanza Sul

Cerca de 3.652 habitantes da Comuna da Cabuta, Município do Líbolo, Província do Cuanza Sul, vivem da produção de Café originário da fazenda Cabuta que contribui para a alta empregabilidade na região.

Mar 5, 2024 - 16:49
Última atualização   - 16:03
Produção de café suporta mais de três mil famílias no Líbolo, Cuanza Sul
© Fotografia por: DR
Produção de café suporta mais de três mil famílias no Líbolo, Cuanza Sul

A produção de Café Robusta no país é acentuada nas zonas com altitude abaixo de 1000 m, onde se concentram as grandes fazendas de produção e que geram vários postos  de trabalho e também servem de fonte de rendimento para as famílias.

No caso da fazenda Cabuta, cito no mesmo Município, esta gerou mais de três mil postos de trabalhos directos aos residentes e moradores das zonas adjacentes.

A referida fazenda, para além de produzir café, também  produz oléo de palma cujo a comercialização varia por unidade.  No caso de um galão de 5 litros, por exemplo, é vendido a 16 mil kwanzas, já o proço das vassouras, tendo como material de produção o conjunto de 6 ramos de palmeira, é comercializado nas zonas rurais na ordem dos 200 a 250 kwanzas o litro. 

A permuta do vegetal naquelas zonas é explorada por comerciantes da República Democratica do Congo(RDC) e do Oeste africano que deslocam-se frequentemente as comunas e aldeias em busca do óleo, com destino para a capital do país e Repúblicas vizinhas, onde é comercializado a um preço acima da média.

Os preços dos produtos da cesta básica da segunda para a terceira semana de Fevereiro de 2024 registaram, em termos gerais, um aumento de 0,48 por cento. No caso do óleo de palma da marca ODOMSE, uma lata de 1 litro está a ser comercilizado a 2.970 Kz, e o da marca Massima a 3.030 Kz no supermecado Kibabo, já o galão de 20 litros está no valor de 24.134 Kz, no marketplace  AngoShop.