Chinangol realiza Primeira feira de maquinaria de marca Sany.

Uma feira de exposição de máquinas para o sector mineiro e construção civil de marca Sany foi quinta-feira, realizada em Viana, província de Luanda, pela Chinangol, representante oficial distribuidora da respectiva marca em Angola.

Na abertura do certame, o representante oficial da Chinangol, Fernando Deng, disse que, o objectivo da feira ser de apresentar as novas máquinas para os potenciais clientes dos sectores mineiros e da construção civil.

 Na ocasião, revelou que, existirem 19 máquinas diferentes e 80 em Stocks para comercialização, enquanto se aguarda outras quantidades provenientes da China.

Por seu turno, o representante oficial da marca Sany em Angola, Ivando Xiang frisou que, a marca Sany existe desde 2006 e já vendeu três mil equipamentos no país.

O também gerente Nacional da Sany em Angola revelou que a Sany possui sete fábricas de produção na China, para além de outras nós Estados Unidos de América, Alemanha, Índia, Brasil e Indonésia fazendo negócios em cerca de 150 países do mundo.

O responsável expressou sua gratidão por ter como representante distribuidora e oficial a Chinangol que é de direito angolano.

Falando ao Kietoeconomia à margem do evento, o Director comercial da empresa distribuidora da marca Sany Chinagol, Domingos Gregório Madeira, realçou que a questão da inflação contínua que o país atravessa ou seja da recessão económica, criou limitações para estabelecer-se custos das máquinas.

Para a comercialização, os potenciais clientes entrarão em contacto com a Direcção da empresa e fazer-se negócios com base no câmbio diário da moeda.

O  Director de equipamentos da empresa Tecnovia-Angola, Bruno Trindade, frisou que, o grupo já vem a adquirindo equipamentos da marca Sany já há dois anos, e os principais são cilindros, gruas, moto niveladoras, auto betoneiras, bombas de Betão e algumas giratórias de pequeno porte .

“ Estamos agora a pensar em adquirir algumas de maior porte, nós actuamos  em projectos de terraplanagem, construção de pontes e estradas e a Sany tem muito a nos oferecer” disse o Director.

Questionado sobre o custo dos equipamentos, Bruno Trindade disse “ nós já devemos ter comprado equipamentos na ordem dos 10 milhões de euros” e sobre o equipamento mais caro, disse que, foi uma auto grua de 70 toneladas, adquirida ainda este ano no valor de 300 mil euros, equivalente a 280 milhões e 359 mil kwanzas, face a depreciação da moeda nacional.

No evento, participaram cerca de 50 empresário angolanos e estrangeiros que manifestaram sua satisfação pela informação das máquinas suas capacidades e utilização.

Recordar que as máquinas da exposição tem objectivo de escavar, movimentar terra, usadas principalmente para o sector de construção civil e exploração mineira.

A Chinangol é uma empresa angolana criada em 2004 e está representada em dez das dezoitos províncias de Angola com tendências para estabelecer-se em todo território nacional.

Chinangol realiza Primeira feira de maquinaria de marca Sany

Uma feira de exposição de máquinas para o sector mineiro e construção civil de marca Sany foi quinta-feira, realizada em Viana, província de Luanda, pela Chinangol, representante oficial distribuidora da respectiva marca em Angola.

Jul 17, 2023 - 15:12
Última atualização   - 16:45
Chinangol realiza Primeira feira de maquinaria de marca Sany
Chinangol realiza Primeira feira de maquinaria de marca Sany
Chinangol realiza Primeira feira de maquinaria de marca Sany

Na abertura do certame, o representante oficial da Chinangol, Fernando Deng, disse que, o objectivo da feira ser de apresentar as novas máquinas para os potenciais clientes dos sectores mineiros e da construção civil.

 Na ocasião, revelou que, existirem 19 máquinas diferentes e 80 em Stocks para comercialização, enquanto se aguarda outras quantidades provenientes da China.

Por seu turno, o representante oficial da marca Sany em Angola, Ivando Xiang frisou que, a marca Sany existe desde 2006 e já vendeu três mil equipamentos no país.

O também gerente Nacional da Sany em Angola revelou que a Sany possui sete fábricas de produção na China, para além de outras nós Estados Unidos de América, Alemanha, Índia, Brasil e Indonésia fazendo negócios em cerca de 150 países do mundo.

O responsável expressou sua gratidão por ter como representante distribuidora e oficial a Chinangol que é de direito angolano.

Falando ao Kietoeconomia à margem do evento, o Director comercial da empresa distribuidora da marca Sany Chinagol, Domingos Gregório Madeira, realçou que a questão da inflação contínua que o país atravessa ou seja da recessão económica, criou limitações para estabelecer-se custos das máquinas.

Para a comercialização, os potenciais clientes entrarão em contacto com a Direcção da empresa e fazer-se negócios com base no câmbio diário da moeda.

O  Director de equipamentos da empresa Tecnovia-Angola, Bruno Trindade, frisou que, o grupo já vem a adquirindo equipamentos da marca Sany já há dois anos, e os principais são cilindros, gruas, moto niveladoras, auto betoneiras, bombas de Betão e algumas giratórias de pequeno porte .

“ Estamos agora a pensar em adquirir algumas de maior porte, nós actuamos  em projectos de terraplanagem, construção de pontes e estradas e a Sany tem muito a nos oferecer” disse o Director.

Questionado sobre o custo dos equipamentos, Bruno Trindade disse “ nós já devemos ter comprado equipamentos na ordem dos 10 milhões de euros” e sobre o equipamento mais caro, disse que, foi uma auto grua de 70 toneladas, adquirida ainda este ano no valor de 300 mil euros, equivalente a 280 milhões e 359 mil kwanzas, face a depreciação da moeda nacional.

No evento, participaram cerca de 50 empresário angolanos e estrangeiros que manifestaram sua satisfação pela informação das máquinas suas capacidades e utilização.

Recordar que as máquinas da exposição tem objectivo de escavar, movimentar terra, usadas principalmente para o sector de construção civil e exploração mineira.

A Chinangol é uma empresa angolana criada em 2004 e está representada em dez das dezoitos províncias de Angola com tendências para estabelecer-se em todo território nacional.