MINFIN prevê arrecadar mais de 100 mil milhões de kwanzas no mercado interno.

O Ministério das Finanças prevê este mês (Julho) arrecadar 101,7 mil milhões de kwanzas no mercado interno, através de receitas captadas nas empresas públicas e privadas.

De acordo com o calendário provisório divulgado pela Unidade de Gestão da Dívida do Ministério das Finanças, dez milhões de dólares serão igualmente arrecadados com a emissão de Bilhetes e Obrigações do Tesouro.

Para o efeito, o Banco Nacional de Angola (BNA) tem disponível dez mil e 500 títulos de curto prazo com maturidade de até 91 dias (3 meses) com um valor nominal de 10,5 milhões de kwanzas. 

Para o prazo de 182 dias (6 meses) a quantidade de títulos é de 2,6 milhões de kwanzas, enquanto que, para 364 dias (1 ano) os detentores de conta de custódia podem adquirir a quantidade de títulos disponíveis que totalizam um somatório de 10,5 mil milhões de kwanzas a uma taxa de 12,15 por cento.

A nota refere que os leilões de Bilhetes do Tesouro, num total de nove, vão realizar-se às segundas e quintas-feiras sob preço único/uniforme.

Já as Obrigações do Tesouro não Reajustáveis (em moeda nacional), o Ministério das Finanças pretende realizar também nove sessões de leilão, isso às segundas, terças e quinta-feiras. 

Relativamente a quantidade  das obrigações do Tesouto em Moeda Externa (OT-ME)  estão disponíveis 10 milhões de dólares, em maturidades de 3 a 8 anos e juros de 4,5 a 6,00 por cento.

Entretanto, estão disponíveis 781.380  títulos com maturidades de 5 a 10 anos, com taxas de 15 até 17 por cento  que equivale ao valor nominal de 78 milhões e 138 mil de kwanzas.

Os Títulos do Tesouro Nacional são adquiridos por intermédio de bancos e do Portal do Investidor, emitidos pelo Banco Nacional de Angola (BNA), em representação do Ministério das Finanças de Angola, e têm como principal finalidade o financiamento da despesa pública num dado período.

Fonte: MINFIN

MINFIN prevê arrecadar mais de 100 mil milhões de kwanzas no mercado interno

O Ministério das Finanças prevê este mês (Julho) arrecadar 101,7 mil milhões de kwanzas no mercado interno, através de receitas captadas nas empresas públicas e privadas.

Jul 3, 2023 - 16:29
Última atualização   - 16:31
MINFIN prevê arrecadar mais de 100 mil milhões de kwanzas no mercado interno
© Fotografia por: DR
MINFIN prevê arrecadar mais de 100 mil milhões de kwanzas no mercado interno

De acordo com o calendário provisório divulgado pela Unidade de Gestão da Dívida do Ministério das Finanças, dez milhões de dólares serão igualmente arrecadados com a emissão de Bilhetes e Obrigações do Tesouro.

Para o efeito, o Banco Nacional de Angola (BNA) tem disponível dez mil e 500 títulos de curto prazo com maturidade de até 91 dias (3 meses) com um valor nominal de 10,5 milhões de kwanzas. 

Para o prazo de 182 dias (6 meses) a quantidade de títulos é de 2,6 milhões de kwanzas, enquanto que, para 364 dias (1 ano) os detentores de conta de custódia podem adquirir a quantidade de títulos disponíveis que totalizam um somatório de 10,5 mil milhões de kwanzas a uma taxa de 12,15 por cento.

A nota refere que os leilões de Bilhetes do Tesouro, num total de nove, vão realizar-se às segundas e quintas-feiras sob preço único/uniforme.

Já as Obrigações do Tesouro não Reajustáveis (em moeda nacional), o Ministério das Finanças pretende realizar também nove sessões de leilão, isso às segundas, terças e quinta-feiras. 

Relativamente a quantidade  das obrigações do Tesouto em Moeda Externa (OT-ME)  estão disponíveis 10 milhões de dólares, em maturidades de 3 a 8 anos e juros de 4,5 a 6,00 por cento.

Entretanto, estão disponíveis 781.380  títulos com maturidades de 5 a 10 anos, com taxas de 15 até 17 por cento  que equivale ao valor nominal de 78 milhões e 138 mil de kwanzas.

Os Títulos do Tesouro Nacional são adquiridos por intermédio de bancos e do Portal do Investidor, emitidos pelo Banco Nacional de Angola (BNA), em representação do Ministério das Finanças de Angola, e têm como principal finalidade o financiamento da despesa pública num dado período.

Fonte: MINFIN