ARSEG ‘deixa cair’ Bonws Seguros com retirada da licença e manda gestores devolverem património da empresa .

Instituição foi castigada por não ter cumprido, a tempo, com o plano de recuperação do negócio. Autoridade de supervisão quer, assim, que comissão liquidatária recolha informações sensíveis da empresa em posse dos antigos gestores. 

Depois de quatro anos a ‘lutar’ com um plano de recuperação dos negócios, a Bonws Seguros viu, recentemente, a sua licença de operação ser cassada pela Agência de Regulação e Supervisão dos Seguros (ARSEG), medida que tira a empresa do mercado angolano de seguros, de acordo com um comunicado a que o Kieto Economia teve aceso. 

A justificar a medida da autoridade de supervisão está o facto de a empresa ter ficado, durante quatro anos, a travar com um plano de recuperação que não resultou em melhorias na empresa.  Assim, e face ao actual quadro da empresa, a ARSEG viu-se também obrigada a avançar, para já, com um plano de liquidação (extinção) daquela empresa, que, antes de chegar a este quadro, viveu momentos de apertos financeiros. 

“A Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG) comunica ao público em geral, que tendo em conta a revogação da autorização para o exercício da actividade seguradora da Bonws Seguros, S.A., por meio do Despacho n.º 105/ARSEG/2024, de 21 de Junho, procedeu à nomeação da Comissão Liquidatária para a condução do processo de dissolução e liquidação da referida sociedade”, lê-se no documento.
 
Para a comissão liquidatária, a ARSEG indicou os senhores Alcides Mauro Gaspar Santareno, coordenador; Orlando Tchitoma Martins Lumingo, membro; e Juzimedi João Gomes Sachimbiali, membro.

A autoridade de supervisão exige ainda que a Bonws Seguros, S.A., deve entregar imediatamente à Comissão Liquidatária a relação provisória de credores, por ordem alfabética, com indicação dos montantes, data de vencimento, natureza e garantias de que beneficiem; a relação e identificação das acções e execuções pendentes em que seja parte, além da indicação das actividades que se tenha dedicado nos 3 (três) últimos anos. 

Os anteriores responsáveis da Bonws Seguros devem também canalizar à comissão liquidatária a relação de bens que detenha em regime de arrendamento, aluguer ou locação financeira ou venda com reserva de propriedade; documentos de prestação de contas relativos aos 3 (três) últimos anos, incluindo, sendo caso disso, contas consolidadas referentes ao mesmo período, lista de pessoas que a Bonws Seguros, S.A. tenha ao seu serviço e informação detalhada sobre a carteira de cliente e demais informações que a Comissão Liquidatária venha a solicitar no âmbito do processo.

ARSEG ‘deixa cair’ Bonws Seguros com retirada da licença e manda gestores devolverem património da empresa 

Instituição foi castigada por não ter cumprido, a tempo, com o plano de recuperação do negócio. Autoridade de supervisão quer, assim, que comissão liquidatária recolha informações sensíveis da empresa em posse dos antigos gestores. 

Jul 3, 2024 - 11:46
Última atualização   - 11:46
ARSEG ‘deixa cair’ Bonws Seguros com retirada da licença e manda gestores devolverem património da empresa 
© Fotografia por: DR
ARSEG ‘deixa cair’ Bonws Seguros com retirada da licença e manda gestores devolverem património da empresa 

Depois de quatro anos a ‘lutar’ com um plano de recuperação dos negócios, a Bonws Seguros viu, recentemente, a sua licença de operação ser cassada pela Agência de Regulação e Supervisão dos Seguros (ARSEG), medida que tira a empresa do mercado angolano de seguros, de acordo com um comunicado a que o Kieto Economia teve aceso. 

A justificar a medida da autoridade de supervisão está o facto de a empresa ter ficado, durante quatro anos, a travar com um plano de recuperação que não resultou em melhorias na empresa.  Assim, e face ao actual quadro da empresa, a ARSEG viu-se também obrigada a avançar, para já, com um plano de liquidação (extinção) daquela empresa, que, antes de chegar a este quadro, viveu momentos de apertos financeiros. 

“A Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG) comunica ao público em geral, que tendo em conta a revogação da autorização para o exercício da actividade seguradora da Bonws Seguros, S.A., por meio do Despacho n.º 105/ARSEG/2024, de 21 de Junho, procedeu à nomeação da Comissão Liquidatária para a condução do processo de dissolução e liquidação da referida sociedade”, lê-se no documento.
 
Para a comissão liquidatária, a ARSEG indicou os senhores Alcides Mauro Gaspar Santareno, coordenador; Orlando Tchitoma Martins Lumingo, membro; e Juzimedi João Gomes Sachimbiali, membro.

A autoridade de supervisão exige ainda que a Bonws Seguros, S.A., deve entregar imediatamente à Comissão Liquidatária a relação provisória de credores, por ordem alfabética, com indicação dos montantes, data de vencimento, natureza e garantias de que beneficiem; a relação e identificação das acções e execuções pendentes em que seja parte, além da indicação das actividades que se tenha dedicado nos 3 (três) últimos anos. 

Os anteriores responsáveis da Bonws Seguros devem também canalizar à comissão liquidatária a relação de bens que detenha em regime de arrendamento, aluguer ou locação financeira ou venda com reserva de propriedade; documentos de prestação de contas relativos aos 3 (três) últimos anos, incluindo, sendo caso disso, contas consolidadas referentes ao mesmo período, lista de pessoas que a Bonws Seguros, S.A. tenha ao seu serviço e informação detalhada sobre a carteira de cliente e demais informações que a Comissão Liquidatária venha a solicitar no âmbito do processo.