Falta de escoamento de produtos agrícolas preocupa agricultores de Cuanza-Norte.

A falta de escoamento dos produtos agrícolas da província de Cuanza Norte está a preocupar os agricultores desta parcela do território nacional por estarem a deteriorarem-se.

O facto está ocorrer, concretamente, na comuna de Zenza do Itombe, município de Cambambe, província do Cuanza-Norte, omde uma vasta gama de produtos variados carece de escoamento para os pontos de vendas locais e outras regiões do país.

Segundo os agricultores, produtos diversos com destaque a banana, a laranja e o limão estragam-se nos campos de cultivo, por conta da precariedade das vias de acesso e a falta de transporte, afirmaram os camponeses daquela região.

 O agricultor, Manuel José, disse que o troço rodoviário que dão acesso aos campos de cultivos estão degradados pelos inúmeros buracos, razões que travam o escoamento dos produtos do campo para os mercados e outros acabam por estragar.

O camponês acrescentou que "gostaria que o Governo revisse esta questão, porque precisamos de um carro ou moto de carroça aqui na comuna para nos ajudar a tirar todo esse mantimento das lavras para os mercados do 30 e do Dondo”.

Por seu turno, o administrador comunal do Zenza do Itombe, Manuel Alfredo Muhongo disse que "o povo tem vontade de trabalhar, mas nesta condição tem sido muito difícil”, lamentou, revelando que, a administração comunal está de mãos atadas por não conseguir dar respostas aos problemas que as famílias camponesas enfrentam.

Para concluir, Manuel Alfredo Muhongo fez saber que a administração comunal não tem viaturas ou outros meios para apoiar os camponeses, pelo que ao longo das vias das comunidades perdem quantidades enormes de produtos.

Entretanto, a comuna do Zenza do Itombe é uma região potencialmente agrícola onde se notabiliza o cultivo de citrinos, cereais e hortícolas que são a base do sustento das populações daquela região.

 Rosa Francisco, uma agricultora que também viu seu esforço “jogado” fora, explicou que cultivou mais de quatro toneladas de produtos diversos, como a mandioca, banana e limão, mas infelizmente metade da produção não foi aproveitada pela situação acima exposta.

De recordar que o Ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes disse num encontro com os jornalistas “Diálogo com o Ministro e jornalistas "que no âmbito do Comércio Rural, com destaque para o ano de 2022, foram criadas ações que incentivaram o desenvolvimento dos Operadores de Transporte de Mercadorias do Comércio Rural.

Estas acções acima mencionadas, resultaram na distribuição de 327 carrinhas, onde a província de Luanda teve 24, Cuanza Norte 10, Huambo 10, Namibe 10, Cabinda 20, Benguela 23, Huíla 10, Cunene 10, Bengo 10, Malanje 16, Uíge 31, Zaire 20, Kuanza Sul 20, Bié 33, Lunda Norte 20, Lunda Sul 20, Moxico 20 e Cuando Cubango 20.

Em relação as motorizadas vulgarmente chamadas por cupatatas foram entregues  mil 460 motorizadas, sendo que, Luanda beneficiou de 300, as 7 províncias pilotos cada beneficiaram de 80 motorizadas e as restantes províncias cada 60 motorizadas . 

A comuna do Zenza do Itombe é uma região potencialmente agrícola onde se notabiliza o cultivo de citrinos, cereais e hortícolas que são a base do sustento das populações daquela região.

Fonte: JE

Falta de escoamento de produtos agrícolas preocupa agricultores de Cuanza-Norte

A falta de escoamento dos produtos agrícolas da província de Cuanza Norte está a preocupar os agricultores desta parcela do território nacional por estarem a deteriorarem-se.

Jul 11, 2023 - 10:15
Última atualização   - 10:34
Falta de escoamento de produtos agrícolas preocupa agricultores de Cuanza-Norte
© Fotografia por: DR
Falta de escoamento de produtos agrícolas preocupa agricultores de Cuanza-Norte

O facto está ocorrer, concretamente, na comuna de Zenza do Itombe, município de Cambambe, província do Cuanza-Norte, omde uma vasta gama de produtos variados carece de escoamento para os pontos de vendas locais e outras regiões do país.

Segundo os agricultores, produtos diversos com destaque a banana, a laranja e o limão estragam-se nos campos de cultivo, por conta da precariedade das vias de acesso e a falta de transporte, afirmaram os camponeses daquela região.

 O agricultor, Manuel José, disse que o troço rodoviário que dão acesso aos campos de cultivos estão degradados pelos inúmeros buracos, razões que travam o escoamento dos produtos do campo para os mercados e outros acabam por estragar.

O camponês acrescentou que "gostaria que o Governo revisse esta questão, porque precisamos de um carro ou moto de carroça aqui na comuna para nos ajudar a tirar todo esse mantimento das lavras para os mercados do 30 e do Dondo”.

Por seu turno, o administrador comunal do Zenza do Itombe, Manuel Alfredo Muhongo disse que "o povo tem vontade de trabalhar, mas nesta condição tem sido muito difícil”, lamentou, revelando que, a administração comunal está de mãos atadas por não conseguir dar respostas aos problemas que as famílias camponesas enfrentam.

Para concluir, Manuel Alfredo Muhongo fez saber que a administração comunal não tem viaturas ou outros meios para apoiar os camponeses, pelo que ao longo das vias das comunidades perdem quantidades enormes de produtos.

Entretanto, a comuna do Zenza do Itombe é uma região potencialmente agrícola onde se notabiliza o cultivo de citrinos, cereais e hortícolas que são a base do sustento das populações daquela região.

 Rosa Francisco, uma agricultora que também viu seu esforço “jogado” fora, explicou que cultivou mais de quatro toneladas de produtos diversos, como a mandioca, banana e limão, mas infelizmente metade da produção não foi aproveitada pela situação acima exposta.

De recordar que o Ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes disse num encontro com os jornalistas “Diálogo com o Ministro e jornalistas "que no âmbito do Comércio Rural, com destaque para o ano de 2022, foram criadas ações que incentivaram o desenvolvimento dos Operadores de Transporte de Mercadorias do Comércio Rural.

Estas acções acima mencionadas, resultaram na distribuição de 327 carrinhas, onde a província de Luanda teve 24, Cuanza Norte 10, Huambo 10, Namibe 10, Cabinda 20, Benguela 23, Huíla 10, Cunene 10, Bengo 10, Malanje 16, Uíge 31, Zaire 20, Kuanza Sul 20, Bié 33, Lunda Norte 20, Lunda Sul 20, Moxico 20 e Cuando Cubango 20.

Em relação as motorizadas vulgarmente chamadas por cupatatas foram entregues  mil 460 motorizadas, sendo que, Luanda beneficiou de 300, as 7 províncias pilotos cada beneficiaram de 80 motorizadas e as restantes províncias cada 60 motorizadas . 

A comuna do Zenza do Itombe é uma região potencialmente agrícola onde se notabiliza o cultivo de citrinos, cereais e hortícolas que são a base do sustento das populações daquela região.

Fonte: JE