Hotel Panorama será reconstruído a partir de 2024.

O Hotel Panorama que localiza-se na Ilha de Luanda vai ser reconstruído a partir de Fevereiro de 2024 até 2026 e as suas obras será orçada em 50 milhões de dólares norte americanos (cerca de 41 mil milhões de kwanzas), segundo o Grupo ALCAAL Angola – Investimentos & Participações.

Com duração de três anos, a Infra-estrutura comportará 175 quartos, 10 suites master, 160 suites e cinco suites presidenciais, um centro de convenções para cerca de 500 pessoas, SPA, piscina, restaurante panorâmico, discoteca, galeria comercial, restaurante junto à praia e um estacionamento na cave.

O presidente do Conselho de Administração da Fundação Sagrada Esperança (FSE), Roberto de Almeida será uma nova aposta e poderá gerar novos empregos, embora existam ainda alguns processos preparatórios para os quais têm que ter as devidas licenças e autorizações junto das entidades competentes, com incidência para o  Governo Provincial de Luanda.

A fonte assevera que a edificação da infra-estrutura moderna terá uma arquitectura contemporânea e permitirá a criação de 700 novos postos de trabalho na capital do país.

Já o presidente do Conselho de Administração do Grupo ACAAL Angola, Jorge Amaral, disse que todas as infra-estruturas e os alicerces do hotel estão totalmente destruídos pelo efeito do mar e por nunca ter sido usado há cerca de duas décadas.

De acordo com os responsáveis, a demolição do Hotel Panorama vai depender da obtenção de toda a documentação, um processo que poderá levar seis meses.

O responsável sublinhou que Luanda terá um hotel moderno e que vai revitalizar uma área extraordinária da capital do país.

Com alguma nostalgia, discorreu um pouco pela história do hotel, e acrescentou, que existe há mais de 40 anos encontrando-se no estado de abandono há quase três décadas, tendo sido despromovido pelo Ministério de Hotelaria e Turismo, para a categoria de uma estrela, depois de passar por um processo de decadência.

Com 50 anos de existência foi um hotel emblemático, vai continuar a chamar-se Hotel Panorama em outra dimensão e escala, com o objectivo de impulsionar o turismo na cidade de Luanda”, disse.

Fonte: JA

Hotel Panorama será reconstruído a partir de 2024

O Hotel Panorama que localiza-se na Ilha de Luanda vai ser reconstruído a partir de Fevereiro de 2024 até 2026 e as suas obras será orçada em 50 milhões de dólares norte americanos (cerca de 41 mil milhões de kwanzas), segundo o Grupo ALCAAL Angola – Investimentos & Participações.

Ago 9, 2023 - 09:46
Última atualização   - 12:22
Hotel Panorama será reconstruído a partir de 2024
© Fotografia por: DR

Com duração de três anos, a Infra-estrutura comportará 175 quartos, 10 suites master, 160 suites e cinco suites presidenciais, um centro de convenções para cerca de 500 pessoas, SPA, piscina, restaurante panorâmico, discoteca, galeria comercial, restaurante junto à praia e um estacionamento na cave.

O presidente do Conselho de Administração da Fundação Sagrada Esperança (FSE), Roberto de Almeida será uma nova aposta e poderá gerar novos empregos, embora existam ainda alguns processos preparatórios para os quais têm que ter as devidas licenças e autorizações junto das entidades competentes, com incidência para o  Governo Provincial de Luanda.

A fonte assevera que a edificação da infra-estrutura moderna terá uma arquitectura contemporânea e permitirá a criação de 700 novos postos de trabalho na capital do país.

Já o presidente do Conselho de Administração do Grupo ACAAL Angola, Jorge Amaral, disse que todas as infra-estruturas e os alicerces do hotel estão totalmente destruídos pelo efeito do mar e por nunca ter sido usado há cerca de duas décadas.

De acordo com os responsáveis, a demolição do Hotel Panorama vai depender da obtenção de toda a documentação, um processo que poderá levar seis meses.

O responsável sublinhou que Luanda terá um hotel moderno e que vai revitalizar uma área extraordinária da capital do país.

Com alguma nostalgia, discorreu um pouco pela história do hotel, e acrescentou, que existe há mais de 40 anos encontrando-se no estado de abandono há quase três décadas, tendo sido despromovido pelo Ministério de Hotelaria e Turismo, para a categoria de uma estrela, depois de passar por um processo de decadência.

Com 50 anos de existência foi um hotel emblemático, vai continuar a chamar-se Hotel Panorama em outra dimensão e escala, com o objectivo de impulsionar o turismo na cidade de Luanda”, disse.

Fonte: JA